sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Mergulhando com tartarugas, moreia e raia

Local: Praia do Forno, Arraial do Cabo- RJ
Data: 04/12/13




         O dia estava bem quente, por isso convidei o amigo Matheus Gomes para um mergulho. O local escolhido foi a sempre surpreendente Praia do Forno. Chegando lá ele teve um problema com a máscara dele, a tira arrebentou mas felizmente ele conseguiu dar um jeito. É bom dizer que a máscara era da Seasub  e que ela tinha aproximadamente 6 meses. A água estava fria como sempre e  logo de cara encontramos águas vivas nadando no raso. Felizmente não eram muitas e deu para desviar delas facilmente ,estavam concentrada no raso então não encontramos elas mais pro fundo.


          Debaixo de uma grande pedra  pude ver um único juvenil de salema (é o amarelinho). Não é a primeira vez que eu vejo ele ali, acho que decidiu morar por lá mesmo.

            Haviam grandes cardumes de sardinhas e diversas espécies de peixes ainda filhotes.

       Nas pedras pude ver um caranguejo de tamanho médio. Pudemos ver também um caranguejo-aranha que pedi para Matheus tirar uma foto. Apesar do nome o caranguejo-aranha não é venenoso. Depois devolvi o pequeno para sua casa.



           Apareceram alguns borboletas-listrados, peixes-trilha, e um falso-voador adultos e uma tartaruga verde que só consegui filmar.

        Estava me arrependendo de não ter trago minha roupa de neoprene e decidi sair da água quando Matheus me chama para ver um baiacu muito grande. Após me mostrar o lugar, o baiacu já havia sumido, mas tivemos uma ótima surpresa. Uma moréia amarela de pelo uns 80 cm apareceu nadando, conseguir filma-la um pouco antes que ela desaparece-se entre as rochas. 

         Após ver a moréia , acabamos topando com uma raia-viola, era um individuo pequeno de uns 30 cm. Essa já foi mais fácil de fotografar porque ficou parada a maior parte do tempo.


       Finalmente não aguentando mais de frio decidimos sair. Estava muto quente então deu para passar o frio rápido. decidimos então ir para o outro lado da praia. Lá existe um cais que está interditado, como a praia estava pouco movimentada, não tinham muitos barcos e estava seguro para mergulhar ao longo da costa.
Logo de cara dei uma olhada debaixo do cais e nos rochedos próximos.


         Achei esse donzela com uma "árvore" no quintal de casa.



        Fiquei surpreso quando um baiacu bem grande saiu de uma toca para dar um espiada. Infelizmente ele se escondeu e não pude tirar fotos melhores dele. Eu não sabia que tinha uma espécie de baiacu tão grande assim.


Mais alguns peixes e corais depois...




        Encontramos duas tartarugas, uma após a outra. A primeira eu acredito que fosse uma tartaruga verde jovem . Ela estava com o casco coberto de algas, o que pode indicar que o animal não está tão bem de saúde. Quando doentes as tartarugas passam mais tempo paradas o que favorece o crescimento de algas.
         A segunda tartaruga era com certeza uma tartaruga-de-pente, elas possuem um bico mais pontudo e um serrilhado na borda do casco. Vendo as fotos dá para notar uma pequena cicatriz na parte de trás do casco. Suspeito que tenha sido feita por uma hélice de barco, acidente comum com tartarugas. Felizmente o que quer que tenha feito a cicatriz não deixou sequelas, já que o animal estava bem ativo e nadando normalmente.



Encerramos o mergulho com esse belo caranguejo-eremita.



Tivemos um bônus. Quando estávamos indo embora da praia, um submarino da marinha emergiu.  Pena que eles não tem janelas, se não poderiam ter aproveitado mais a paisagem.

Fim do relato e até a próxima,
Márcio Alves.




Um comentário:

  1. Acho muito bacana esse hobby, mergulhar e ver tanta vida colorida sob as águas. Nunca o fiz, mas tenho muita vontade de experimentar. As fotos ficaram lindas, e o vídeo deixou-me com mais vontade ainda de mergulhar.
    Bom fim de semana,
    Marina

    ResponderExcluir